Agência Brasil
Funcionários dos Correios acompanham uma das reuniões da CPI

Rombo: Ao todo, a CPI apurou perdas financeiras de R$ 113,5 bilhões.

Audiências Públicas: Durante o funcionamento da Comissão, foram realizadas 34 Audiências Públicas para ouvir os investigados.

Requerimentos: Ao todo, 518 requerimentos foram apresentados para tratar sobre análise de documentos, apuração de fatos não esclarecidos e apreciação de relatórios de avaliação econômico-financeiros das entidades investigadas.

Histórico de reuniões: 46 reuniões, entre tomada de depoimentos e Reuniões Deliberativas, foram realizadas em 2015 (34 reuniões) e em 2016 (11 reuniões). Nomes importantes no processo como Antônio Carlos Conquista, Diretor-Presidente do Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (POSTALIS), Carlos Alberto Caser, Diretor-Presidente da Fundação dos Economiários Federais (FUNCEF), Henrique Jäger, Diretor-Presidente da Fundação Petrobras de Seguridade Social (PETROS), Marcelo Pereira Da Silva, ex-Diretor Financeiro do BNY Mellon, Alberto Youssef, Empresário, Demósthenes Marques, ex-Diretor de Investimentos e Titular do Conselho Deliberativo da Fundação dos Economiários Federais (FUNCEF) e João Vaccari Neto, ex-Tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, foram ouvidos em plenário.

Clique aqui e confira a lista completa de reuniões.

Documentos: Mais de 450 pacotes de documentos foram analisados por técnicos da CPI e embasaram o Relatório Final da CPI.

Confira aqui a lista de documentos recebidos pela CPI.

Agência Câmara
Protesto de funcionários da Caixa eram comuns durante reuniões da CPI

Cadastre-se aqui




Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar