Foto: Divulgação
Sérgio Souza: Essa inadimplência vem sendo causada por diversos fatores

O subsecretário de Política Agrícola e Meio Ambiente do Ministério da Economia, Rogério Miranda, sugeriu à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) a criação de um fundo para resolver o problema do suposto endividamento do produtor rural. A sugestão foi feita, nesta terça-feira (12), durante almoço com parlamentares membros da frente.

De acordo com a proposta do Governo, o produtor endividado teria acesso a um fundo com mais de R$ 30 bilhões, ou seja, 10% do valor total da dívida dos agricultores brasileiros. Isto porque esses produtores já não conseguem recursos do BNDES por estarem em dívida e, assim, não podem dar garantia de pagamento do crédito solicitado. O fundo sugerido seria composto em parte pelo produtor, outra pelo tomador do débito do produtor e também pelo próprio BNDES.

Para o vice-presidente da FPA, deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR), o setor agrícola tem dívidas localizadas que não foram contraídas por má vontade do produtor ou por inadimplência voluntária. “Essa inadimplência vem sendo causada por diversos fatores como, por exemplos: crise econômica, frustração de safra, intempéries climáticos, problema de exportação e de mercado interno e ausência de seguros”, esclareceu o parlamentar.

Sérgio diz que a proposta do subsecretário é ainda embrionária e que os membros da FPA formaram uma comissão para analisar o assunto. A ideia é trabalhar em conjunto com os ministérios da Economia e da Agricultura para, na próxima semana, ser apresentado algo de forma mais concreta ao produtor rural.

Cadastre-se aqui




Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar