Mulher Agricultura Familiar Rovena Rosa Agência Brasil 300x179 - Lugar de mulher é no Agro: participação feminina na agricultura familiar é 80% maior que a de homens
Além da maior presença de mulheres na agricultura familiar (2.169), foi registrado aumento de engajamento delas em atividades de assentamentos da reforma agrária (1.538), quilombolas (475), agroextrativismo (264), pesca artesanal (133), comunidades indígenas (113) e atingidos por barragens (9). Foto de Rovena Rosa/Agência Brasil

 

Dizem por aí que ‘lugar de mulher é onde ela quiser’, afirmação pra lá de verdadeira. Os números, além de comprovar, não mentem: levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento divulgado nesta quinta-feira, 29/10, apontou que elas vem conquistando espaço em um dos segmentos mais importantes do Brasil, o Agro. O documento da Conab mostrou que o aumento da participação feminina na agricultura familiar alcançou 80% em comparação à masculina em 2019.ebc - Lugar de mulher é no Agro: participação feminina na agricultura familiar é 80% maior que a de homensebc - Lugar de mulher é no Agro: participação feminina na agricultura familiar é 80% maior que a de homens

Segundo a Conab, o destaque delas foi maior na Região Sudeste (88%). Em seguida aparece o Nordeste (84%), depois o Centro-Oeste (80%), Norte (67%) e, por fim, o Sul (65%). O Centro-Oeste está no topo da lista de maior remuneração, em relação à renda média anual: R$ 7.033,87. O Sul é a região de menor remuneração, R$ 6.619,70. Em 2019, além da maior presença de mulheres na agricultura familiar (2.169), foi registrado aumento de engajamento delas em atividades de assentamentos da reforma agrária (1.538), quilombolas (475), agroextrativismo (264), pesca artesanal (133), comunidades indígenas (113) e atingidos por barragens (9).

O levantamento faz parte da publicação ‘Agricultura Familiar: Programa de Aquisição de Alimentos – PAA: Resultados das Ações da Conab em 2019’, que é elaborado anualmente. A Conab destacou que esse resultado remete ao fortalecimento da capacidade produtiva e a tendência da presença das agricultoras por meio das cooperativas e associações que participam do programa.

No ano passado, cerca de R$ 42 milhões foram operacionalizados, investidos por meio dos ministérios da Cidadania e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e distribuídos entre as modalidades Compra com Doação Simultânea (R$ 32,3 milhões), Aquisição de Sementes (R$ 4,3 milhões), e CPR-Estoque (R$ 4,7 milhões). Os recursos, acrescentou a Conab, possibilitarão a comercialização de 14 mil toneladas de alimentos produzidos por 5.885 agricultores familiares organizados em cooperativas ou associações. Essas entidades apresentaram à companhia 376 projetos da CDS e CPR-Estoque. Para a modalidade de Aquisição de Sementes foram contemplados 17 planos de distribuição.

*Por Patrícia Fahlbusch, com informações complementares da Agência Brasil 

Cadastre-se aqui

0 0 votes
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x