O vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Sérgio Souza (MDB-PR), disse nesta terça-feira (2) que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia será benéfico ao setor agropecuário. Na semana passada, os dois blocos chegaram a um entendimento depois de 20 anos de negociações.

Agência Senado
Acordo é fechado após 20 anos de negociações

Para Sérgio Souza, a nova realidade gera expectativa no aumento da produção de alimentos e dará uma nova dinâmica à economia brasileira. “Eu não tenho nenhuma dúvida que o setor agropecuário, que hoje já representa 50% do PIB, vai crescer muito nos próximos anos e a sociedade vai entender cada vez mais a importância do agro na sua vida”, declarou.

Segundo o deputado paranaense, o mercado comum entre os dois blocos irá chamar ainda mais a responsabilidade do Brasil em produzir cada vez mais de forma sustentável. “A união europeia vai exigir isso. Se eles estão fazendo em uma igualdade de condições vão querer que nós façamos também. E nós vamos discutir isso, aqui também entre os nossos Hermanos”, alegou.

Preocupação

A FPA ficará atenta às negociações dos próximos anos. De acordo com Sérgio Souza, é preciso evitar que desigualdades das relações surpreenda produtores brasileiros. “Temos de trabalhar para evitar o que ocorre hoje no Mercosul, que hoje necessita de uma revisão dos acordos alfandegários para o leite, maça, trigo e arroz”.

Cadastre-se aqui




Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar