O deputado federal Sergio Souza (MDB-PR) viabilizou, junto ao Governo Federal, a compra de 20 monitores e respiradores para o Hospital São Vicente de Paulo (Hospital do Câncer), em Guarapuava, região central do estado do Paraná. Além de atender a demanda do município, a unidade de saúde recebe pacientes de cidades no seu entorno.

“Nossa atuação de mandato tem foco, também, na questão da saúde, sobretudo nesse momento delicado que os brasileiros e os paranaenses mais precisam de atenção nessa área, tendo em vista a pandemia da Covid-19”, destacou Sergio Souza.

HSVP1 300x184 - Sergio Souza viabiliza monitores e respiradores para o Hospital do Câncer de Guarapuava HSVP2 300x185 - Sergio Souza viabiliza monitores e respiradores para o Hospital do Câncer de Guarapuava HSVP3 300x199 - Sergio Souza viabiliza monitores e respiradores para o Hospital do Câncer de Guarapuava HSVP4 300x197 - Sergio Souza viabiliza monitores e respiradores para o Hospital do Câncer de Guarapuava

Fotos de divulgação do Hospital São Vicente de Paulo

Graças à viabilização dos equipamentos (fotos acima), será possível:

A abertura de 10 novos leitos de UTI e 20 de enfermaria no Hospital Regional de Guarapuava;

A abertura de 5 leitos de UTI e 20 de enfermaria no Hospital Santa Tereza; 

A abertura de 2 leitos de UTI e 4 de enfermaria no São Vicente.

Em março do ano passado, mais de R$ 15 milhões, provenientes de emendas da bancada federal paranaense, foram repassados para a gestão do Hospital São Vicente de Paulo. Cerca de R$ 10 milhões foram para custeio de procedimentos e atendimentos de média e alta complexidade. O restante foi destinado à obra da unidade oncológica.

O São Vicente foi fundado em 1913. Atualmente, é uma instituição filantrópica, com atendimentos que superam os 70% via Sistema Único de Saúde, e cobertura estimada em 500 mil pacientes, em 20 municípios. Entre os atendimentos estão quatro tipos de alta complexidade: cardiologia, neurologia, oncologia e gestação de alto risco.

Cadastre-se aqui

0 0 votes
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x